1 de mar de 2013

Tricô é Terapia

Prezados Seguidores, Visitantes, Amigos e Artesãos de plantão.

Amei, amei...
É isso mesmo!
Quando passei uma fase difícil em minha vida e fiquei com depressão o Tricô ajudou muito e ajuda até hoje.
 É o meu hobby. E o melhor! As peças  que confecciono e vendo complementam a minha renda.
Claro que outras buscas também foram e são necessárias para um tratamento eficaz.Conhecimento interior, aprender a lhe dar com as emoções e medicamentos quando necessário.
É necessário avaliação e  apoio de profissionais que cuidam da "alma e mente"  ( Psicoterapeuta e Psiquiatra). 
Sempre em minha orações agradeço a pessoa especial  que teve o carinho de ensinar-me a técnica do tricô. Maria Do Rosário De Fátima Oliveira. 
Obrigada! 
Que Deus abençoe a vida  de todos que ajudaram e ajudam nesta caminhada.

A palavra magica desta pesquisa.
Faça alguma coisa!

            Beijos na alma e bom fim de semana

Parabéns a Circulo pela divulgação
Adorei o estudo.


http://www.circulo.com.br/blog/trico-2/trico-e-terapia/
Blog circulo.

                                       

Tricô é terapia!


Hoje trouxemos um estudo explicando como o tricô pode ajudar na recuperação de desastres, doenças e sofrimento.


Laurence Gonzales, autor de Surviving Survival: The Art And Science Of Resilience, estudou como as pessoas sobrevivem a desastres, doenças e sofrimentos. Para ele, a prática de atividades repetitivas e simples – como tricô, arrumar o jardim e correr - podem ajudar pessoas a sobreviverem.
Um exemplo disso é a Tessa Cunningham que, em março de 2007, recebeu o diagnóstico de câncer de mama. Os problemas físicos que o tratamento causava eram muitos, mas, o pior, era sua angústia mental. Com isso, Tessa vivia atormentada com visões de morte. O que ajudou a superar, esse momento delicado, foi seu hobby de adolescente, o tricô. Em uma de suas declarações para o Jornal Daily Mail, ela disse que: “O movimento rítmico dos meus dedos embalava meu cérebro e comecei a me sentir em paz. Enquanto estava concentrada no padrão, as visões aterrorizantes de morrer desapareciam gradualmente. Enquanto meu cérebro estava ocupado contando pontos, não tinha tempo para pensar em mais nada.”Acredita-se que as ações repetitivas desativam o “caminho da raiva” do cérebro. Assim, renova o sentido de controle e torna a pessoa mais calma e deixa mais em paz.
Tessa acrescentou ainda que: “É impossível dizer se, sem tricô, a quimioterapia teria funcionado tão bem. Mas o tricô me obrigou a desviar minha energia longe da raiva, para ajudar meu corpo a se curar”, finaliza.
Gonzales ainda dá dicas que ajudam  superar situações difíceis como doença, desemprego, morte, etc.:
Faça alguma coisa: não importa se faz tricô, joga cartas, pinta ou pratica ioga. O que interessa é fazer com que seu cérebro e corpo se empenhem em uma tarefa simples e repetitiva. Assim, se sente mais calmo e sob controle.
Pense nos outros: as pessoas que transformam sua tragédia em uma oportunidade de ajudar os outros se saem melhor do que os que pensam apenas em si mesmos. Trocam o papel de vítima pelo de salvador.
Busque seus amigos: mantenha boas pessoas ao seu redor. Participe de um grupo de apoio, por exemplo. Falar sobre o seu sofrimento ajuda. Sorria: aja como se você estivesse melhor. A pesquisa de Gonzales mostrou que o que você faz com o seu corpo influencia o que você faz com sua mente. Para muitas mulheres entrevistadas pelo profissional, um simples sorriso ajudou a elevar o humor.
Sorria ainda mais: ria do mundo. Estudos têm mostrado que as pessoas enlutadas, que podem recordar momentos cômicos com entes queridos, gastam menos tempo com o luto.

Adoramos as dicas! Então, vamos tricotar, crochetear, fazer patchwork, bordar, etc… O importante é relaxar e criar coisas lindas. Sua mente e seu corpo agradecem!
______________________
Se tem ou conhece alguém que tenha uma história como a Tessa, mande para nós!
Vamos adorar!
____________________
Por:Equipe Círculo



4 comentários:

  1. Oi amiga vim te visitar e adorei estar aqui, eu só sei algumas cosias básicas sobre o tricô, mas onde vejo paro e fico babando, AMO, só não tive a oportunidade de fazer um curso, mas namoro - bjsss

    Maga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi
      Obrigada pela sua amável visita. Se vc já sabe algo básico já é um grande começo. Insista e persista em continuar. Tem muitos videos na internet que ensina passo a passo bastante coisas. Comece com projetos pequenos. Sucesso e um grande abraço.

      Excluir
  2. Obrigada pela visita desculpe a demora,
    volte sempre!
    Te sigo com meus dois blogs,adorei seu blog,belos trabalhos!
    Ainda não aprendi tricô,mas acho lindo demais!
    Bjus

    Fabíola

    http://diversasartescomfabiola.blogspot.com.br
    http://artesempontocruz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Fabiola.
    Obrigada pela sua visita ao meu blog.
    Volte sempre. Vou passar no outro blog para conhecer.
    Tricô é muito facil de aprender. Vc vai adorar.
    Beijocas.

    ResponderExcluir

Muito feliz com a sua visita.
Volte sempre. Obrigada